UGT-BA participa de Caminhada em comemoração ao Dia da Consciência Negra

A União Geral dos Trabalhadores no Estado da Bahia (UGT-BA) participou, nesta terça-feira (20), da 39ª Caminhada da Consciência Negra Zumbi dos Palmares.

Organizada pela Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), a caminhada que saiu do Largo do Campo Grande, tendo a Praça Castro Alves como destino, reuniu cerca de 5 mil pessoas. 

“Este é um ato histórico em comemoração ao Dia da Consciência Negra que, neste ano, tem um simbolismo maior, uma vez que toda essa onda conservadora que conduziu Jair Bolsonaro a presidência da nossa República, é a mesma que defende o racismo, a homofobia, a xenofobia e o machismo”, disse Magno Lavigne, presidente da UGT-BA.

As palavras do presidente ugetista refletiram bem o que foi a Caminhada neste ano, muito por conta das homenagens feitas durante o ato para Osvaldo Orlando da Costa (líder revolucionário da guerrilha do Araguaia), Mestre Moa do Katendê (mestre capoeirista assassinado este ano em Salvador, em um desentendimento político com um apoiador de Bolsonaro), Marielle Franco (vereadora do RJ assassinada em março deste ano) e Charlione Lessa Albuquerque (jovem assassinado em outubro deste ano, no Ceará, durante uma carreata pró-Haddad).

Magno participou do ato ao lado de diversos dirigentes sindicais filiados a UGT-BA, ao lado de Fabya Reis, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi) e dos deputados estaduais Jacó e Olivia Santana.

 

UGT_ba_negros1.png

UGT_ba_negros2.png

UGT_ba_negros3.png

UGT_ba_negros4.png

 

 

 

 

 

;